fbpx

Blog

Amizade e Networking
Aprimorha, Carreira, Currículo, Dicas

Amizade e Networking

Em nosso método MFG (Mercado, Função e Geografia), utilizamos a conexão da Aprimorha com o mercado para prospectar vagas em diferentes empresas. Além disso, desenvolvemos um processo de mentoria com o profissional para que ele possa compreender sua atuação dentro dessa busca por vagas, acompanhando de perto esses resultados. O networking é uma etapa fundamental para uma recolocação ou transição de sucesso?

Marcelo: “Para mim, o networking é uma das maiores riquezas que qualquer profissional pode ter, até mesmo no âmbito pessoal. Afinal, não somos autossuficientes e o networking está na raiz dessa questão, se mantendo totalmente ligado a processo de sobrevivência – se relacionar. Então, quando estamos disponíveis e interessados em estar disponível para o outro, o networking flui de uma maneira natural.”

Nem todos os profissionais se sentem confortáveis ao praticarem o networking, enquanto para outros, essa prática acontece de maneira muito natural. Como o profissional que está buscando melhorar esse relacionamento com o mercado pode praticar o networking?

Marcelo: “Olhar de forma estratégica para os seus relacionamentos com o mercado, ser mais participativo em postagens e encontros (agora, pós quarentena…rs) do seu segmento e contribuir, de qualquer forma, com profissionais com seu conhecimento são algumas táticas para começar a trabalhar esse relacionamento. Para compreender como se relacionar no mercado, você pode dividir seus contatos em esferas, onde você será um ponto central:
A “esfera A” (menor em torno desse ponto), é aquela em que se concentram basicamente seus amigos e familiares. Aquelas relações que construímos ao longo da vida e se solidificam cada dia que passa. Normalmente ela é menor e mais robusta quando estamos no início de carreira, porque o principal contato profissional com o mercado é através dessas pessoas. Colegas de faculdade, professores, mentores etc.
A “esfera B” (envolve a esfera A), é aquela que comporta profissionais do seu setor e daqueles que se relacionam com você e a empresa em que você trabalha, dentro da cadeia de valor que você atua. Ou seja, pessoas que você mantém contato, se relacionou de maneira mais próxima, não necessariamente diariamente. Não deixando de citar as relações sociais, vizinhos, amigos de amigos etc.
A “esfera C”(envolve a esfera B e A), é aquela que engloba os contatos mais distantes, como por exemplo um colega de trabalho que você teve 5 anos atrás, ou um gerente que te orientou no início de sua carreira. Essa esfera é a que mais se desenvolve ao longo dos anos de carreira, porque justamente nossos contatos profissionais vão se expandindo conforme nos movimentamos no mercado.
Para fomentar ainda mais: utilize a regra da afinidade, encontre pontos em comum entre vocês e essas pessoas que você se relaciona ou já se relacionou. Ter bom relacionamento depende mais do quanto você conhece determinado assunto do que conhecer as pessoas certas. O conhecimento transmite um pouco a sua reputação.”

No começo da carreira, os amigos podem ser os responsáveis por nos colocarem em evidência no mercado, seja para encontrar o primeiro estágio ou até mesmo orientar nossa carreira. Esse contato com amigos, além de muito especial para a vida, também pode auxiliar ao longo da carreira em diferentes oportunidades através de vagas ocultas. Como os profissionais podem recorrer a esse auxílio durante uma recolocação ou transição de carreira?

Marcelo: “Na Aprimorha, nós orientamos cada profissional a compreender sua rede de contatos e incluir em suas conexões os amigos que podem gerar oportunidades. Se você está fora do mercado buscando uma recolocação, quanto mais gente souber sobre o seu momento de carreira, mais o seu perfil fica em destaque no mercado.
Acione seus amigos para encontrar vagas ocultas no mercado. É uma ótima oportunidade para se recolocar. Pesquise as empresas em que seus amigos trabalham para entender como você pode agregar em cada uma delas, além de manter uma conversa sobre suas expectativas, como eles veem o mercado e se há espaço para você ali.
Compartilhar esse momento de recolocação ou transição de carreira com seus amigos, pode tornar o momento muito mais fácil de lidar, além de fortalecer sua conexão pessoal e profissional com essas pessoas.”

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.